quinta-feira, 13 de novembro de 2014

SOLA FIDE (somente a fé)
















“Reafirmamos que a justificação é somente pela graça, somente por intermédio da fé e somente por causa de Cristo. Na justificação a retidão de Cristo nos é imputada como único meio possível de satisfazer a perfeita justiça de Deus. Negamos que a justificação se baseie em qualquer mérito que em nós possa ser achado, ou com base numa infusão da justiça de Cristo em nós; ou que uma instituição que reivindique ser Igreja, mas negue ou condene o princípio da sola fide, possa ser reconhecida como Igreja legítima”.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

PROPOSTAS DE REFORMA DA IGREJA INSTITUCIONAL - PARTE III














Trechos de minha monografia:

Por um fim a disputa denominacional 
“A maioria das igrejas cresce por competição e não pela evangelização e, com isso, o Reino de Deus não cresce. Só se muda o peixe de aquário”. (ROMEIRO, 2014). Esta frase tão contemporânea e cada vez se aplica a mais igrejas. Muitos líderes evangélicos hoje não querem mais ganhar vidas para Cristo. Querem membros. E, se possível, já batizados e dizimistas constantes. A igreja caiu no mundo indecoroso do proselitismo. Vive-se uma era de disputa entre líderes evangélicos. A luta não é contra o reino das trevas, o mal ou o mundo, o proselitismo ofusca essa visão em muitos líderes religiosos. 

Se há o desejo de uma reforma na instituição religiosa, tem que se resgatar o amor e compaixão pelas vidas não convertidas, não cristãs. Deixar de assediar membros pertencentes a outras igrejas e praticar o evangelismo genuíno: proclamar o evangelho de Cristo ao ímpio. 

Consequentemente com sua conversão, discipular e batizar esse novo cristão. É interessante realizar uma análise da origem dos membros. Contabiliza-se quantas vidas foram batizadas em determinada denominação desde os primeiros anos de sua fundação e depois observa-se quantos membros existem nessa instituição hoje. Se o número de membros for superior aos que foram batizados, estes são membros oriundos de outras denominações.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

PORQUE NÃO EVANGELIZAMOS?













Leituras bíblicas iniciais: Romanos 10.14,15; Marcos 16.15; 2Timóteo 4.2.

Cada dia temos percebido que evangelizar vem sendo uma prática escassa nas igrejas cristãs. Mas, a que fato deve isso? O que tem acontecido com a igreja de uns tempos pra cá que tal mandato de Cristo vem sendo protelado e até mesmo esquecido por muitos evangélicos?

Vou numerar aqui alguns motivos que consigo ver na vida da igreja atual: