terça-feira, 18 de dezembro de 2012

WEB NOTÍCIAS: Aline Barros e deusa Ísis - inocente ou conivente?


Vestes e cenários estranhos percebemos no DVD da Aline Barros e Cia 3. Essa imagem vem do clipe da canção número 6: "As Pirâmides do Egito". Veja o clip aqui:



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

AS HERESIAS DAS SEITAS




A heterodoxia (ou heresia) tem sido a maior produtora de seitas. E em nossa época tem acontecido um fenômeno diferente: Enquanto que nos séculos passados as heresias se concretizavam no surgimento de seitas. Hoje as heresias se acomodam nas igrejas evangélicas e vão ficando. Não há uma concretização dos fatos. Principalmente com o surgimento da “ortodoxia generosa”, que é uma heterodoxia disfarçada. Com isso, os apologistas cristãos que tinham apenas uma preocupação externa com a identificação e refutação das seitas. Atualmente estão tendo que tratar do assunto internamente. Que tem gerado um grande desconforto e desgaste dentro do cristianismo evangélico. Por isso, os apologistas cristãos precisam não só classificar as conhecidas “seitas pseudocristãs”, mas agora, precisam identificar “doutrinas pseudocristãs”. E também pelo fato dos contribuintes desse fenômeno se utilizar constantemente do ecletismo (1), eufemismo (2) e do discurso ambíguo (3). Então, de dentro desse contexto houve a necessidade de classificar: Igrejas Cristãs Genuínas (4), Movimentos Controversos (5) e Seitas Heréticas.

É unânime afirmar que todo herege sempre se utilizou de sofismas (6) e da eisegese (7) para montar seus conceitos. Daí o porquê da capacidade que têm de ludibriar e seduzir os incautos.

Eu poderia aqui me prender ao fator histórico das seitas e das heresias, que também ajuda na informação. Entretanto, se queremos fazer apologética, o fel do veneno da heresia está no “conceito” e não em sua história. Por isso nesse material que produzi me detenho com as heresias que alimentam as seitas e o poder de influência dos hereges. Assim, desbaratando seus conceitos à luz da Palavra de Deus, os alicerces das seitas e dos hereges cairão.

DEFININDO OS TERMOS:

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

WEB NOTÍCIA - Entrevistado, o apologista Antônio Gilberto afirma: "Neopentecostalismo é desvio da doutrina".


Seara News (Paulo Pontes) - O movimento neo-pentecostal tem levado as pessoas ao entendimento de que a moda agora é ser pentecostal. O que o senhor diz?

Pr. Antônio Gilberto - O ponto principal está na palavra neopentecostal, que é um desvio da doutrina. Se alguém é desse movimento não queira me querer mal, mas o movimento neopentecostal ou neopentecostalismo, é desvio da doutrina da Bíblia.

A Assembléia de Deus vem entrando nesse campo e aceitando porque nossos queridos pastores [...] não ministra(m) a doutrina".

Veja a entrevista completa aqui 



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: Teologia da Prosperidade, Uma Pobre Teologia



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: AVIVAMENTO OU APOSTASIA?



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sábado, 3 de novembro de 2012

COMO O CRISTÃO DEVE TRATAR O ANTIGO TESTAMENTO (A.T.)













Concordância do N.T. com o A.T.
O apóstolo Paulo evidenciou a importância do A.T. Ele diz que foi para nossa instrução que houve a sua confecção (Rm.15.4). Ele também diz em outro texto: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça”. (2Tm.3.16). O apóstolo Pedro nos disse que: “... homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo”. (2Pe.1.20). O autor da carta aos hebreus escreveu: “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas”. (Hb.1.1). Em fim, vemos aqui pelas palavras dos apóstolos, o quanto o Antigo Testamento é útil para a vida do cristão. O nosso próprio Senhor Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra”. (Mt.5.17,18). Ele ainda disse: “... Escritura não pode ser anulada”. (Jo.10.35).

sábado, 6 de outubro de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: ESTUDO FOSCO SOBRE O 666


Para vocês verem como temos de filtrar os "estudos bíblicos" que a galera posta na web.

Trecho do vídeo: "... O Apocalipse, ou livro das Revelações, foi escrito por volta do primeiro século. Nessa época o império romano já estava estabelecido, comandado por Nero. Um dos primeiros imperadores a perseguir cristãos. E o responsável por banir João, o autor do Apocalipse, para ilha de Patmos. Dar para adivinhar em que número vamos chegar se agente somar as letras do nome de Nero..." (a partir do tempo 1:52).

Nero morreu em 68 d.C. e o livro de Apocalipse foi escrito em 96 d.C. E quem exilou João em Patmos foi Domiciano. Fala sério varão!


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

VERDADE OCULTA X TEMPLOS CRISTÃOS, SANTA CEIA E CULTO A DEUS


O Sr. Rubens, o apresentador do site no YouTube VERDADE OCULTA vem cada vez mais se equivocando. E quem conhece o canal dele no You Tube sabe que ele combate fortemente a existência dos templos cristãos e santa ceia cristã. Todavia, o depoimento da Escritura é muito incisivo. E para não ser repetitivo relembro aos leitores que o blog ANTI-HERESIAS tem a disposição o texto aqui onde essas falácias do Rubens já são refutadas. Apenas quero acrescentar o depoimento histórico para que você, caro leitor, venha ter uma opinião formada sobre o assunto e não ficar só bebendo dos vídeos do canal VERDADE OCULTA sem contexto bíblico e nem histórico.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

JOSEPH SMITH , UM PROFETA VERDADEIRO?



Joseph Smith Junior, nasceu no dia 23 de Dezembro de 1805, no Condado de Windsor, estado de Vermont, U.S.A. Teve como sucessores do movimento faccioso, após sua morte em 27 de Junho de 1844, na prisão em Cartthage, Illnóis, o seu fiel discípulo Brigham Young que fundou sua Igreja no estado de Utah, na época território mexicano não ocupado. Com sede na cidade de Salt Lake City foi também sucedido por um de seus filhos que estabeleceu uma sede em Independence, Missouri, onde a maioria dos seguidores do movimento decidiram ficar. Outras facções lideradas por alguns do movimento fundaram outra sede em Bloomington, estado de Illnóis.

SUAS VISÕES E REVELAÇÕES

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

WEB NOTÍCIA: Diante do Trono e a polêmica do PENTAGRAMA


Ou é uma coisa ou outra... na dúvida, vamos aguardar um pronunciamento da assessoria de impressa do grupo musical.

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

REFUTAÇÃO BÍBLICA DA HERESIA CHAMADA DE CURA INTERIOR:


Sinto em ter que citar isso, mas é a pura verdade: “É compreensível que o mundo rejeite a água viva [Jesus Cristo] quando busca compreender e ajudar os que sofrem de problemas vivenciais. Contudo, à medida que o mundo passou a rejeitar as respostas bíblicas, a igreja começou a duvidar de sua própria doutrina de pecado, salvação e santificação no que se refere a sofrimentos mentais, emocionais e a problemas comportamentais”. (Livro Aconselhamento – Integrando a Psicoterapia e a Bíblia? Página 64). Infelizmente, “o caminho psicológico usurpou o lugar do caminho espiritual; as opiniões psicológicas do homem têm contaminado a Palavra de Deus” (Idem, página 65).

domingo, 1 de julho de 2012

BANALIZAÇÃO



O que vem a ser isto? Quer dizer “torna-se banal, vulgar, vulgarizar-se; comum, ordinário, trivial”. Essa palavra não encontramos na Bíblia. Porém, o seu significado está bem presente em seu texto. Tomemos alguns exemplos de “banalização”:

“Tinha Jacó feito um cozinhado, quando, esmorecido, veio do campo Esaú e lhe disse: Peço-te que me deixes comer um pouco desse cozinhado vermelho, pois estou esmorecido. Daí chamar-se Edom. Disse Jacó: Vende-me primeiro o teu direito de primogenitura. Ele respondeu: Estou a ponto de morrer; de que me aproveitará o direito de primogenitura? Então, disse Jacó: Jura-me primeiro. Ele jurou e vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó. Deu, pois, Jacó a Esaú pão e o cozinhado de lentilhas; ele comeu e bebeu, levantou-se e saiu. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura”. (Êx.25.29-34).

“Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR; pois o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes na mão; e metia-o na caldeira, ou na panela, ou no tacho, ou na marmita, e tudo quanto o garfo tirava o sacerdote tomava para si; assim se fazia a todo o Israel que ia ali, a Siló. Também, antes de se queimar a gordura, vinha o moço do sacerdote e dizia ao homem que sacrificava: Dá essa carne para assar ao sacerdote; porque não aceitará de ti carne cozida, senão crua. Se o ofertante lhe respondia: Queime-se primeiro a gordura, e, depois, tomarás quanto quiseres, então, ele lhe dizia: Não, porém hás de ma dar agora; se não, tomá-la-ei à força. Era, pois, mui grande o pecado destes moços perante o SENHOR, porquanto eles desprezavam a oferta do SENHOR”. (1Sm.2.12-17).

Estamos numa época na qual havia falado o Senhor Jesus: “Mas, se aquele servo, sendo mau, disser consigo mesmo: Meu senhor demora-se, e passar a espancar os seus companheiros e a comer e beber com ébrios”. (Mt.24.48,49). Isto é, muitos cristãos estão agredindo a fé comum e negado a sobriedade cristã. Sobriedade da sã doutrina, do evangelho puro e simples, da fé cristã contida nos evangelhos e cartas do Novo Testamento.

Hoje tudo tem se tornado banal. Até mesmo as coisas espirituais, como exemplifiquei banalização nas narrativas de Esaú e dos filhos de Eli acima.

Podemos ver em cada área da vida esse fenômeno ocorrer. E temos a palavra profética se cumprindo em cada uma das coisas que ficaram banais. Vejamos:

sexta-feira, 15 de junho de 2012

RESPOSTA DE BLOGUEIRO AO DESAFIO DE SILAS MALAFAIA


Conforme prometi minha resposta na postagem aqui , venho topar ao desafio de Silas Malafaia, mesmo que a “distância”. Eu me disponho aqui a respondê-lo com toda a longanimidade e doutrina. A princípio, nunca vi isso, um pastor desafiar blogueiros em um programa de TV com uma mensagem já gravada, preparada em um culto onde os próprios membros são “usados” como “figurantes” (risos...). Bom, deixando de lado essa ação de diretor de cinema gospel. O pastor Silas Malafaia fez o desafio dizendo: “Diz aí se eu não estou pregando o que a Bíblia ensina... diz que eu interpretei errado!”. 

Portanto, sem mais delonga, vamos a Bíblia Sagrada. Começando pelo texto que ele citou em 2Coríntios 9.6: "E isto afirmo: aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará". 

sexta-feira, 1 de junho de 2012

VACINE A IGREJA DAS FALÁCIAS DO VERDADE OCULTA

O verdade oculta tem sido um canal de propaganda e divulgação da teologia liberal. E o blog ANTI-HERESIAS continua alertando aos líderes cristãos e igrejas por meio dessa apostila disponível gratuitamente nesse blog. Onde até outros se mostraram solidários e também estão deixando disponível em seus links.

Visualize agora mesmo: CLIQUE AQUI

E vacine a igreja em que você pertence das falácias do VERDADE OCULTA. Previna-se!

Sola Scriptura.

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: DESAFIO A DISTÂNCIA: SILAS MALAFAIA










O milionário $ila$ Malafaia estará pregando nos dias 02 e 09 de junho 2012 sobre a UMA VIDA DE PRO$PERIDADE. E desafia todos os blogueiros apologéticos a provarem se em sua mensagem tem algum erro doutrinário. Veja o vídeo:


Ora, é elementar meu caro leitor que o $ila$ Malafaia não vai entrar nas heresias da TEOLOGIA DA PRO$PERIDADE. Pessoas tipo ele, que já deram refutações em público a esse tipo de teologia não vai se expor claramente que agora seja a favor. Com certeza as pregações do dia 02 e 09 de junho estarão cheias de ambigüidades e eufemismos, para que não venha a se contradizer. Se caso ele saia da camuflagem pentecostal e assuma mesmo de fato suas reais convicções neopentecostais. O blogueiro aqui vai mandar V.


O fato é que esse DESAFIO não tem debate, com réplica e tréplica. Pois, apenas ele falará. Foge muito a realidade do significado da palavra "desafio". No máximo, será um "DESAFIO A DISTÂNCIA". Nada mais do que isso.

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

domingo, 20 de maio de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: DESMASCARANDO O ENGANO

Já está mais do que na hora de fazermos o que esse irmão fez: desmascarar o erro! Voltemos ao evangelho puro e simples. É hora de uma nova reforma da igreja! Quanto a ENGANADORA de otários, confirma tudo dizendo: SAIA DO "MEU TEMPLO", "SAIA DO MEU TEMPLO". Isso mesmo o templo dela: a deusa enganadora. Porque templo de Deus, somos nós! (1Co.3.16; 6.19).



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

terça-feira, 1 de maio de 2012

PECADOS DE FAMÍLIA X MALDIÇÃO HEREDITÁRIA. Qual desses assuntos tem respaldo bíblico? Atualização 24.01.2018



Se você me perguntar: Qual a diferença de um assunto para o outro? A diferença é que enquanto o primeiro assunto tem respaldo bíblico o outro não tem.

A palavra “maldição” na perspectiva bíblica não se refere ao nosso entendimento brasileiro de “feitiço mau”. Esse entendimento neopentecostal de maldição é um anacronismo sincrético*. Esta palavra “maldição” quer dizer outra coisa nas línguas originais da Bíblia.

As palavras comumente usadas na Bíblia são:

Antigo Testamento: “qelalah”: maldição, difamação, execração. “‘arar”: amaldiçoar. “’alah”: 1) juramento; 2) juramento de aliança; 3) maldição; 4) execração. “meerah”: maldição. “shebuv’ah”: juramento, maldição.
za’am”: ira, indignação. “cherem”: 1) uma coisa devotada, uma coisa dedicada, proibição, devoção; 2) uma rede, coisa perfurada; 3) que foi destruído completamente, (designado para) destruição total.

Novo Testamento: “ara”: 1) oração, súplica; 2) imprecação, praga, maldição. “katara”: 1) execração, imprecação, maldição. “katanathema”: maldição.

O verbo “amaldiçoar”, está ligado aos termos acima, com poucas exceções:

Antigo Testamento: “qalal”: ser desprezível, ser ligeiro, ser insignificante, ser de pouca monta, ser frívolo. “arar”: amaldiçoar. “qelalah”: maldição, difamação, execração. “qabab”: amaldiçoar, proferir uma maldição contra. “naqab”: 1) furar, perfurar, abrir, determinar; 2) amaldiçoar, blasfemar.

Novo Testamento: “kataraomai”: amaldiçoar, condenar, imprecar o mal sobre.

Vejamos em nosso idioma o que significa maldição, só para que venhamos a perceber, a seguir, como essa palavra não tem o mesmo sentido no texto bíblico:

“Ato ou efeito de amaldiçoar. / Palavras com que uma pessoa deseja que advenham males a outra; praga. / Desgraça, fatalidade: a maldição caiu sobre o infeliz”. (fonte: ).

O USO DA PALAVRA MALDIÇÃO DENTRO DO CONTEXTO BÍBLICO

A palavra “maldição” quer dizer:

Destruição, difamação/calúnia, maldizer, condenação (juízo/julgamento), desgraça (ausência da graça). Exemplos:

Maldizer, calúnia/difamação:

“Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.” (Tiago 3:9 ARA).

A palavra grega presente no texto é “kataraomai”. Como já a vimos na definição acima. Pelo contexto, diz que nós “bendizemos”, que vem do grego “eulogeo”: louvar, celebrar com louvores; invocar bênçãos, consagrar algo com solenes orações, etc. Onde a definição correlata ao texto é “louvar” ou como está na versão ARA “bendizer”. Pois louvar é elogiar, enaltecer, bendizer. Isto é, dize bem sobre determinada pessoa ou coisa. No caso de Tiago 3.9, dizer bem sobre Deus com a língua, mas com a mesma “amaldiçoamos” os homens. Isto é, maldizemos, caluniamos, difamamos as pessoas. Embora a palavra grega “kataraomai” signifique primeiro: amaldiçoar, condenar. A que mais se encaixa é a terceira definição, que é “imprecar o mal sobre”. Esta definição tem a ver com “expressar o desejo de que recaiam males sobre alguém”. Embora “imprecar” signifique também “rogar pragas, soltar pragas”. Todavia, o contexto não leva nessa interpretação. Uma vez que a carta de Tiago é dirigida a cristãos e não a feiticeiros. Isto é, pedir insistentemente uma “praga” para alguém não faz o perfil do contexto. O que está mais previsível no caso é que a palavra “amaldiçoamos” no versículo é antítese de “bendizemos”. Portanto, o sentido correto do texto é “maldizer”. Onde “kataraomai” está como metonímia de “kakologeo” (o oposto de “eulogeo”), que quer dizer: falar mal de, injuriar, abusar, maldizer.

Destruição:

“mas, se produz espinhos e abrolhos, é rejeitada e perto está da maldição; e o seu fim é ser queimada.” (Hebreus 6:8 RA). A palavra grega usada no texto para maldição é “katara” como já a vimos na definição das palavras. Temos no texto um trecho grego: “kai kataras eggus es to telos eis kausin”. (Textus Receptus). Onde “adokimos” relaciona-se a reprovação, “kataras” a maldição, “eggus” a próximo e “telos” ao fim. O conjunto destas palavras retratam a destruição do sujeito da oração. No caso a terra, que ora produz erva e ora produz espinhos e abrolhos. Neste caso é destinada a destruição que era feita com fogo. Queimando todo o solo.

Condenação/julgamento/juízo:

“Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las […] Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro).” (Gálatas 3:10,13 RA)

O presente texto nos apresenta a palavra “maldição” no perfil de julgamento. A palavra grega neste texto é “katara” também. Só que neste contexto. Ela tem outra conotação. Embora em sua definição não tenha a palavra “julgamento”, todavia é isso que ocorreu com Jesus. O contexto tá dizendo que os que “são das obrais da lei estão debaixo de” julgamento, condenação. A palavra “katara” está aqui como metonímia de “krima” (decreto, julgamento, ação judicial) de “katakrisis” (condenação). E a outra parte que usa a palavra “maldito” vem do grego “epikataratos”. Quer dizer: “amaldiçoado, execrável, exposto \a vingança divina, sob a maldição de Deus”. Enfim, está sob o juízo de Deus.

Desgraça:

“Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão,” (Apocalipse 22:3 RA).

Este outro texto nos apresenta a palavra “maldição” com outro sentido. O de desgraça. A palavra grega é “katanathema” como já a vimos aqui na definição. Essa palavra quer dizer unicamente “maldição”. Isto é, Deus não permitirá mais desgraça. Na plenitude da vida eterna, Deus não separará certas coisas ou pessoas para condenação. Esta palavra grega é prima de “anathema” citada por Paulo em Gálatas 1.8. Algo que era destinado para a destruição (no contexto).

Imprecação:

“a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura;” (Romanos 3:14 RA).

Nesta outra passagem bíblica em análise, a palavra “maldição” está como “imprecação”. A palavra grega aqui é “ara”, que já a vimos aqui nas definições das palavras. A palavra “imprecação” quer dizer o ato de imprecar. Que significa: “Expressar o desejo de que recaiam sobre alguém males (ou bens). Pedir, rogar com insistência. Rogar pragas, soltar pragas”. (fonte: ). Isso não quer dizer que o desejo das pessoas tenham poder algum. Esta palavra associa-se ao sentimento ruim das pessoas, de querer (desejar) ver o mal das outras. Esse é o contexto da carta de Romanos aqui. Paulo descreve a ruindade das pessoas do verso 10 até o 18. Ele faz uma citação inicial do Salmo 14.

As bênçãos e maldições de Deuteronômio 28

EM PARADOXO COM O DIVINO

Ninguém pode destruir (amaldiçoar) plenamente uma pessoa a não ser Deus: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo”. (Mt.10.28). E nem julgar ou condenar (amaldiçoar): “Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo?” (Tg.4.12). “Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também”. (Mt.7.1,2). As pessoas falam mal ou maldizem (amaldiçoam) do próximo. Porém, Deus não aprova quem faz isso: “Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz”. (Tg.4.11). Também diz: “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: … nem maldizentes… herdarão o reino de Deus”. (1Co.6.9,10). Por isso amaldiçoar no sentido de maldizer é pecado.

Quando a Bíblia diz: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto”. (Pv.18.21). Não tem base nenhuma para o que o neopentecostalismo ensina sobre maldição. A palavra “poder” nesse texto está no hebraico “yad” que é uma figura ou linguagem figurada de poder. Não há poder espiritual ou cósmico nenhum na língua, o escritor bíblico está apenas expressando como se tivesse. Nesse caso, está no sentido de “caluniar, difamar, maldizer, condenar” (tipo: Ec.8.4). As palavras hebraicas que se significam “poder” espiritual ou cósmico literalmente são: “El” (Gn.31.29) e “koach” (Êx.9.16).

Quando Jesus trata com a figueira, a palavra dele foi de maldição, mas no sentido de “condenação”. Veja: “E, vendo de longe uma figueira com folhas, foi ver se nela, porventura, acharia alguma coisa. Aproximando-se dela, nada achou, senão folhas; porque não era tempo de figos. Então, lhe disse Jesus: Nunca jamais coma alguém fruto de ti! E seus discípulos ouviram isto”. (Mc.11.13,14). Mais adiante Pedro relata: “Então, Pedro, lembrando-se, falou: Mestre, eis que a figueira que amaldiçoaste secou”. (idem v.21). Observe que em momento algum a interpretação do texto sofre influências de misticismo ou esoterismo. Por quê? Por que não introduzi ao texto o entendimento brasileiro sobre “maldição”, mantive o pensamento que está revelado nas Escrituras. Nesse entendimento, a expressão MALDIÇÃO HEREDITÁRIA torna-se sem sentido algum à luz da Bíblia. Porque a “maldição” não é vista nas Escrituras como “feitiço mau”. Por isso que os neopentecostais pregam tanto a conhecida “quebra de maldição”. Isto é, “quebra do feitiço mau”. O erro todo nasce do entendimento equivocado de “maldição”. Fazem um anacronismo sincrético. Ou seja, fazem uma confusão de crenças e entendimentos religiosos quando vão para o texto bíblico que fala de “maldição”. Isso ocorre porque o próprio neopentecostalismo é um sincretismo religioso descarado. Uma vez que maldição quer dizer “condenação” (ou juízo) ou “destruição” ou “desgraça (ausência da graça) quando se refere aos atos divino. Fica sem harmonia o termo MALDIÇÃO HEREDITÁRIA. Façamos a substituição das palavras que significam maldição na Bíblia e veja se as frases fazem sentido:

CONDENAÇÃO HEREDITÁRIA? DESGRAÇA HEREDITÁRIA? DESTRUIÇÃO HEREDITÁRIA? Existe?

Basta lermos os seguintes textos:

“A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai, a iniquidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este”. (Ez.18.20).

“Que tendes vós, vós que, acerca da terra de Israel, proferis este provérbio, dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram? Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, jamais direis este provérbio em Israel”. (idem v.2,3).

“Naqueles dias, já não dirão: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram. Cada um, porém, será morto pela sua iniquidade; de todo homem que comer uvas verdes os dentes se embotarão”. (Jr.31.29,30).

Ora, além de todos esses versículos provando que tal pensamento é equivocado. Ainda temos uma pergunta retórica que não quer calar: se Deus está condenando ou destruindo ou trazendo desgraça a alguém quem pode quebrar isso?

Eu só conheço JESUS. Dele está escrito: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro)”. (Gl.3.13). Ora, todo o juízo (maldição) é provindo da lei (idem v.10) conforme lemos em Deuteronômio 28.16-19 e também 1Coríntios 15.56. Torna-se mais sem sentido ainda alguém se propor quebrar essa condenação (maldição) exceto JESUS.

ONDE ESTÁ A MALDIÇÃO HEREDITÁRIA?

O que pode haver é que Deus condena (amaldiçoa) alguém e os filhos sofrerem as consequências disso. Mas, não a condenação em si. O fato é que não existe na Bíblia o termo e nem o entendimento denominado MALDIÇÃO HEREDITÁRIA.

Exemplo vivencial:
Um pai de família comete um crime, e por isso é preso. A esposa e os filhos vão sofrer as consequências disso. Tipo: dificuldades financeiras (se o pai for o único provedor da casa), vergonha, ausência paterna no lar, etc. Nada mais do que isso.

É nesse contexto que Êxodo 20.5 diz:
“Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem”.

Note que essa postura divina é somente quanto ao pecado da idolatria, pois não vemos essa mesma citação referindo-se aos demais.

ENTÃO QUAL A VISÃO CORRETA?

A posição bíblica, ortodoxa sobre o assunto é que há pecados que se perpetuam pelas famílias. Ou seja, há PECADOS DE FAMÍLIAS. Dar sentido a expressão “condenação”. Isto é, junto aos pecados de famílias vem o juízo (maldição) de Deus. E se perpetuam (tornam-se hereditários) porque não há arrependimento. Assim, quem se envolve na prostituição está trazendo uma iniquidade para a sua família, que poderá ser praticada por outros familiares. E isso não é automático, é propício que aconteça. A Palavra de Deus diz:

“Um pouco de fermento leveda toda a massa”. (Gl.5.9).

“Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?”. (1Co.5.6).

Nisso, não há feitiço algum. É o mau exemplo se propagando. Torna-se modelo para outros daquela família. O mesmo ocorre com os demais pecados.

Para Satanás é mais fácil trabalhar um pecado que já vem se desenvolvendo dentro de uma família do que ele introduzir outro. Ele age na facilidade: “nem deis lugar ao diabo”. (Ef.4.27).

Não si enganem, toda a base da sociedade é a família. As iniquidades nascem dela. Se não fosse assim o mundo não padecia no maligno: “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno”. (1Jo.5.19).

Portanto, quando alguém se arrepende de seus pecados, Deus retira de sobre essa pessoa toda a maldição (condenação, juízo, desgraça, destruição). Só a misericórdia de Deus por meio de Jesus Cristo pode trazer o perdão sobre tal pessoa. Se você se perguntar: o que traz maldição para alguém? A desobediência a lei divina, o pecado. E só com o arrependimento sincero e a entrega da vida a Cristo pode remover a maldição. Como está escrito:

“As vossas iniquidades desviam estas coisas, e os vossos pecados afastam de vós o bem”. (Jr.5.25).

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça”. (Is.59.2).

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados”. (At.3.19).

“O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia”. (Pv.28.13).

“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim”. (Lm.3.22).

“Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. (Rm.8.1).

Todavia, Deus não removerá as consequências:

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. (Gl.6.7).

Alguém, uma vez em Cristo, e uma vez salvo e perdoado, afirmar que tem que fazer uma campanha de quebra de maldição está negando a suficiência de Cristo e a misericórdia divina E pior ainda: querer quebrar as consequências de pecados cometidos é uma afronta a justiça de Deus. Ou se alguém quiser quebrar maldição que está sobre sua vida sem se converter, sem se entregar a Cristo fará uma tentativa frustrada. Como está escrito:

“Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”. (Jo.3.36).

“… porque sem mim nada podeis fazer”. (Jo.15.5).


Esta postagem foi escolhida para ser publicada no meu livro edição comemorativa do blog Anti-Heresias - 10 anos. Por ser uma das 10 mais visualizadas. E os comentários, até a data de publicação, foram incluídos.



Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

BÊNÇÃO E MALDIÇÃO NAS ESCRITURAS, E OS EQUÍVOCOS NEOPENTECOSTAIS



Em Gênesis 1.22,27,28 encontramos as primeiras citações bíblicas da palavra “bênção”. E em Gênesis 3.17 é a primeira citação da palavra “maldição”.

Devido à influência cultural do misticismo/esoterismo em nosso país (Brasil). Essas palavras têm sido interpretadas não no contexto bíblico, mas no contexto cultural de nosso país. Daí o porquê das distorções e mal entendidos sobre o assunto, quando abordamos à luz da sã doutrina. Quando a interpretação parte dessa linha de entendimento ocorre a falácia que chamo de “anacronismo sincrético”. Isto é, confusão de religiosidades, de crenças. Assim, aquela palavra que deveria ser vista dentro de seu contexto é vista por outra perspectiva. Nas palavras “bênção” e “maldição” ocorrem isso. Quando a Bíblia fala dessas palavras, ela não faz coro com o entendimento místico brasileiro. Onde “bênção” significa “feitiço bom”; e “maldição” significa “feitiço mau”. De forma alguma, essas palavras na Bíblia não foram escritas em português para dar-lhes esse direito de interpretação. Vejamos exemplos:

sexta-feira, 30 de março de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: O APELO EQUIVOCADO DE JABES DE ALENCAR



O pastor Jabes de Alencar, pastor da igreja Assembléia de Deus Bom Retiro, fez um apelo  equivocado  ao bispo Edir Macedo (líder da IURD). Falou em seu programa de TV de UNIDADE, mas de uma unidade muito vaga e sem base. Não tem como haver unidade sem base, sem definição, e isso só ocorre na verdade bíblica. Na oração que Cristo fez pela igreja no referido texto de João 17 lá no verso 17 ele orou ao Pai: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade”. Não adianta pedir a pastores de igrejas neopentecostais para terem UNIDADE porque eles estão envolvidos em controvérsias e desarmonias com a verdade bíblica e com os princípios da igreja reformada, matriz de todos os movimentos evangélicos. Onde o primeiro princípio dos reformadores é que a verdadeira religião cristã está baseada, respaldada nas Escrituras somente: SOLA SCRIPTURA. Todavia, quando olho para as crenças dessas igrejas neopentecostais o que temos são um monte de declarações, ritos e doutrinas que não possuem esse princípio. Portanto, como haver UNIDADE com igrejas que assim se portam? Que pregam a todo custo a desventurada TEOLOGIA DA PROSPERIDADE?

Em fim, o pastor Jabes de Alencar faz um apelo equivocado ao bispo Edir Macedo. Ele deveria pedir para o bispo Macedo voltar para as Escrituras, para o evangelho puro e simples. E deveria fazer o mesmo apelo ao Apóstolo Valdemiro e aos demais ministros do movimento neopentecostal. O show tem que parar!

Para reflexão do pastor Jabes de Alencar e de todos os leitores do blog ANTI-HERESIAS deixo as palavras de John MacArthur, autor da excelente Bíblia de estudo MacArthur:

"... o amor separado da verdade não é nada mais que sentimentalismo hipócrita...". (Caos Carismático, p.14,15).


Paulo Romeiro, autor do livro "Evangélicos em Crise" que, apesar de ter sido escrito duas décadas atrás, continua atual como nunca. Disponível em pdf aqui no blog. Procure na coluna da direita: Biblioteca do apologista cristão.






















Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

quinta-feira, 8 de março de 2012

WEB NOTÍCIA: Pastor Harold Camping se redime

















Depois de fazer previsões erradas e descabidas sobre a vinda de Jesus como já fizeram as famosas Testemunhas de Jeová. O pastor Harold Camping tomou uma atitude inusitada, ele se desculpou publicamente aos seus membros e a todos os ouvintes do seu ministério Family Radio. Diferente das orgulhas Testemunhas de Jeová o pastor Harold Camping se desculpa dizendo: “Nós aprendemos a lição muito dolorosa que toda a criação está nas mãos de Deus e Ele vai terminar no Seu tempo, não no nosso!”. E Diz mais:

“Até mesmo o mais sincero e zeloso de nós pode ser enganado”, declarou Camping. ”Mas agora percebemos que aquelas pessoas que estavam chamando a nossa atenção para a afirmação da Bíblia que “ninguém de que sabe o dia e hora” (Mateus 24:36 e Marcos 13:32), estavam certos em sua compreensão desses versículo e nós, errados”.

E finalmente o pedido de perdão: “Nós trememos diante de Deus, pedimos humildemente perdão dos pecados por nossas declarações. Somos muito gratos de que Deus é tão amoroso que perdoa o pecado”.

Parabéns ao pastor Haroldo Camping, o blog ANTI-HERESIAS abre esse espaço para também honrá-lo como homem de Deus. Esperamos que, como houve com a seita adventista do sétimo dia não apareça nenhuma discípula sua futuramente, semelhante a Ellen White, se aproveitando da derrocada previsão da vinda de Cristo feita pelo pastor Guilherme Miller (embora arrependido) ela inventou a heresia do santuário celestial e prosseguiu no engano, assim também que ninguém venha a criar uma heresia pior dentro da Igreja Family Radio.

"O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia". Pv.28.13

Fonte: Gospel Prime

Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br
Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

sexta-feira, 2 de março de 2012

ISLAMISMO, MAIS UMA RELIGIÃO OU UMA AMEAÇA A FÉ?





O ANÁTEMA de Gálatas 1.8,9.
Está escrito: “Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema”.

Essa palavra “anátema” quer dizer nesse contexto “algo separado” e separado por ser “condenável”. Quer dizer também “amaldiçoado” ou “maldito”, pois esse termo é visto na Bíblia Sagrada como “condenação, destruição” em muitos textos, exemplo: “Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”. (Mateus 25.41). Isto é, “separados para a condenação”. Temos ainda: “tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecado, engodando almas inconstantes, tendo coração exercitado na avareza, filhos malditos”. (2Pedro 2.14). Ambos os textos vem de outra palavra grega similar a anátema, que é “kataraomai”. Que tem o significado exato de “amaldiçoado, condenado, pedir mal sobre algo ou alguém”. Essa condenação de Paulo é no sentido de rejeição, discordância, separar, colocar de lado. Nunca de fazer uso da violência. Não existe um comentarista bíblico que apóie essa interpretação. Pelo contrário, mais adiante vemos Paulo dizer: “O amor não pratica o mal contra o próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor”. (Romanos 13.10). Admoestação semelhante Paulo fez outra vez que escreveu: “Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o”. (Tito 3.10).

Essa carta aos gálatas tem data aproximada a 52 anos d.C. Foi escrita em Antioquia da Síria ou em Corínto. Os gálatas eram habitantes da atual Turquia. É de autoria do apóstolo Paulo, aquele que viu Jesus Cristo em Damasco (Atos 9.1-20), quando perseguia a Igreja cristã como faz o islamismo atualmente. Nessa época nem se falava em islã. 

A ORIGEM DO ISLÃ

quinta-feira, 1 de março de 2012

VÍDEO NOTÍCIA: IGREJA UNIVERSAL É UMA FARSA DE SINAIS E MILAGRES - TÁ AQUI A PROVA



O jogo teatral de acusações do suposto capeta ao "apóstolo" Valdomiro Santiago põe em xeque toda a prática de exorcismos, milagres e supostos sinais que ocorrem no NEOPENTECOSTALISMO. A Igreja Mundial do Poder de Deus e Igreja Universal do Reino de Deus revelam os bastidores do charlatanismo. Ainda tem muito podre para ser desmascarado. O tempo revelará mais.


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

WEB NOTÍCIA: SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL - UMA VERGONHA!!!



É lamentável ver a Sociedade Bíblica do Brasil publicar um lixo teológico intitulado: BÍBLIA APOSTÓLICA. Um absurdo! Com anotações de Estevam Hernandes e prefácio de Renê Terra Nova. Sinceramente... é o fim dos tempos mesmo! Tá bom de mudar o nome para SOCIEDADE HERÉTICA DO BRASIL. Lançamento (evacuação do excremento) agora em março 2012.


Fonte: GENIZAH


Dúvidas e esclarecimentos escreva para: web-assessoria@bol.com.br

Direito de resposta: coloque abaixo seu comentário e aguarde a liberação do moderador do blog.