quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

VOCÊ É BÍBLICO? SUA IGREJA É BÍBLICA?

















Já ouvi muita gente se confundir com essa palavra. Tem gente que pensa que ser bíblico é citar passagens bíblicas em um programa de TV, rádio, internet ou no púlpito da igreja. Ora, posso citar aqui dezenas de seitas que fazem o uso do texto bíblico. Citar uma passagem da Bíblia, manuseá-la, realizar um sermão com base na Bíblia não faz desse ou daquele pastor, missionário, seja lá quem for, uma pessoa bíblica ou igreja bíblica. Mas, afinal de conta o que é ser bíblico?

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

É CORRETO BATIZAR PESSOAS AMASIADAS? (ATUALIZAÇÃO 02/02/2017)



Tenho visto muitos pastores de igrejas evangélicas batizarem pessoas que vivem intimamente ligadas sem serem conjugalmente unidas pelos laços do matrimônio. E diante disto surgem questões semelhantes a esta: “Uma mulher que aceitou a Cristo e deseja se batizar, mas há 20 anos vive amasiada com um homem que não aceitou a Cristo. Devemos batizá-la?”.
3
Em primeiro lugar, antes de responder esta pergunta devemos definir a palavra “amasiada”: Quem vive em mancebia, amigada, amante, amásia, concubina, mulher ilegítima.

Em segundo lugar, cuidado com aquilo que é extra bíblico, pois pode se transformar em antibíblico, por isso devemos ponderar bastante assuntos desta natureza. Não podemos fechar a questão assim sem uma análise bíblica acurada como se fôssemos “Papas”, notem que a base do protestantismo é a Bíblia Sagrada: “Sola Scriptura”. Rezamos que a Bíblia é a “única regra infalível de fé normativa para vida e o caráter cristão”.

RESPOSTA APOLOGÉTICA AO NÃO BATIZAR PESSOAS AMASIADAS

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Declarações de Teísmo Aberto Camufladas no Livro "A Natureza e o Caráter de Deus"



















O autor Winkie A. Pratney tenta, entre um capítulo e outro, expor suas convicções do Teísmo Aberto . Agindo como quase no anonimato, aos pouquinhos, o novo conceito de Deus que surge no mercado de heresias americanas.

Parabéns ao escritor Winkie A. Pratney que teve a proeza de citar nomes nobres como João Wesley, Agostinho, João Calvino, Norman Geisler e tantos outros sem precisar ter que mencionar os verdadeiros defensores desta doutrina que são escritores como Clarck Pinnock, Richard Rice, John Sanders, William Hasker e David Basinger. De fato eles trabalharam juntos num volume intitulado The openness of God, cujo significado é, literalmente, A abertura de Deus. Essa teologia vem sendo conhecida como “Teísmo Aberto”, também conhecida como “Neoteísmo” ou “Teologia Relacional”.

Na página 39, o autor do livro “A Natureza e o Caráter de Deus” começa a minar os princípios doutrinários ortodoxos como a eternidade de Deus para poder mais adiante expor veladamente o seu conceito neoteísta:

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A Igreja Católica Apostólica Romana é uma seita?



Por incrível que pareça, enquanto a Igreja Católica Romana chama de “seita” todo o movimento cristão fora do seu arraial, esta por sua vez torna-se de fato, por causa de alguns dos seus ensinamentos fora do arraial bíblico, cristológico, soterológico e eclesiástico. Se não, vejamos: Toda seita adiciona algo a Palavra de Deus (a Bíblia), subtrai algo da pessoa de Jesus, multiplica por obras a obra da salvação e divide a fidelidade entre Deus e a organização. Baseado nessas quatro operações, a Igreja Católica possui forte identificação:

quinta-feira, 2 de julho de 2009

O ACRÉSCIMO DA PALAVRA "SEMPRE" FEITO POR ALGUNS PREGADORES E ALGUMAS IGREJAS



#
A Palavra de Deus adverte:

“Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso.” Provérbios 30.5,6

“Nada acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, que eu vos mando.” Deuteronômio 4.2

“... não ultrapasseis o que está escrito; a fim de que ninguém se ensoberbeça a favor de um em detrimento de outro.” 1Corintios 4.6

Há muitas igrejas que parecem “evangélicas”, que dizem crer nas Escrituras como palavra de Deus, mas na prática não se conformam com o que ela diz e nem se comportam como evangélicas. Ficam colocando palavras complementando ao texto sagrado aquilo que Deus não disse. Como, por exemplo, o comum e mais atual uso da palavra SEMPRE nas passagens bíblicas que tratam das promessas divinas de cura, bênçãos, de livramentos e milagres. Colocarei abaixo o que estão fazendo com a santa palavra de Deus. Que embora não acrescentem a palavra SEMPRE literalmente o fazem verbalmente, o que é muito pior, pois distorcem a verdade de Deus. Algo característico de uma seita.

Vejamos como ficaria literalmente algumas das várias passagens que acrescentam alguns oradores da TV e destas supostas igrejas “evangélicas”:

segunda-feira, 1 de junho de 2009

A FALÁCIA DA UNIDADE CATÓLICA




Já virou jargão religioso os fiéis católicos acusarem os evangélicos de “seita” por serem pertencentes a uma diversidade denominacional. Esse discurso simplório já chegou às minhas mãos em forma de texto escrito – uma carta. Colocaram na caixa de correspondência da Igreja que pastoreio. E em meio a vários sofismas doutrinários fazendo apologia ao catolicismo romano e injúrias dirigidas ao povo evangélico contido nesse texto, o que me chamou mais atenção foi a seguinte frase, datilografada em máquina de escrever, em seu rodapé:

“Advertência bíblica contra divisão/desunião: Mt.12.25; 16.18; 1Co.1.10; 14.33; Ef.4.3-6 ... Deus da UNIDADE .... Todas as Igrejas Católicas são UNIDAS*. Aliciadores das seitas, iluminadas p/ maligno promovem desunião”.

VEJAMOS AGORA QUAL O INTERESSE DESSE ARGUMENTO E QUEM É QUE PROMOVE VERDADEIRAMENTE A DESUNIÃO:

sábado, 2 de maio de 2009

A Igreja Evangélica Voz da Verdade é uma seita?




















Toda a problemática da Igreja Evangélica Voz da Verdade com as igrejas cristãs evangélicas (doravante se chamará IEVV para evitar repetição da mesma frase) está focada na sua oposição a Doutrina Trinitariana (1). Veja a confusão provocada pelo conjunto musical deles em um evento gospel aqui

Os credos primitivos da igreja cristã: Apostólico (2), Niceno (3) e Atanasiano (4), falam sobre a Trindade. Vejamos só um trecho de um dos credos citados acima: “... E a fé cristã consiste em venerar um só Deus na Trindade e a Trindade na unidade, sem confundir as pessoas e sem dividir a substância. Pois uma é a pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo; Mas uma só é a divindade do Pai e do Filho e do Espírito Santo...”. (Atanasiano). Os credos dos reformadores da igreja cristã falam: “25. Por que você fala de três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo, visto que há um só Deus? R. Porque Deus se revelou, em sua Palavra, de tal maneira que estas três Pessoas distintas são o único, verdadeiro e eterno Deus.” (Catecismo de Heidelberg) (5). “Há três pessoas na Divindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; estas três pessoas são um só Deus verdadeiro e eterno, da mesma substância, iguais em poder e glória, embora distintas pelas suas prioridades pessoais”. (Catecismo Maior de Westminster) (6).

Temos também a definição doutrinária do Instituto Cristão de Pesquisas, que diz: “Há um só Deus eterno, poderoso e perfeito, distinto em sua trindade: Pai, Filho e Espírito Santo”.

E ainda, do meio do movimento pentecostal se diz: “Creio em um só Deus eternamente subsistente em três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo”. (Igrejas Assembléias de Deus).

Mesmo diante de toda a unanimidade da Igreja de Cristo. O material intitulado “Instrução Inicial Pró-batismo”, produzido pela IEVV, assim declara: “Quando a Bíblia se refere a Deus, está falando no Espírito Santo que é o Pai, Criador e Senhor de todas as Coisas. Jesus tanto é o Pai, como é o Filho... Jesus pode ser Pai e também o Filho? É muito lógico que sim, pois ele é Deus”. Em outra parte dizem: “Qual é o significado da palavra trindade? Teoria religiosa de intenção carnal e diabólica com o sentido de alimentar uma ilusão de Satanás que teve a pretensão de pluralizar a plenitude da divindade”. O conjunto musical “Voz da Verdade”, que muitos evangélicos incautos e pastores desinformados escutam, fizeram um oposição à doutrina da trindade em um CD. O conteúdo deste CD você pode ouvir no link a seguir, onde começam com a canção "Imagem de Deus", e entre ataques diretos a doutrina Trinitariana, colocam mais duas canções: "Tu Me Amas?" e "Deus Conosco". Os títulos dos assuntos abordados no CD são: "O mistério de Deus: Cristo", "O que Deus diz de si mesmo?", "Quem é Jesus?" e "O batismo das águas". Ouça:

CD Voz da Verdade

O Instituto Cristão de Pesquisas - ICP já havia dado um alerta sobre o assunto. Veja no link: http://www.icp.com.br/50materia1.asp
#
Portanto, para que a pergunta apresentada em nosso título seja respondida. Precisamos ir para a Bíblia Sagrada. Que é a autoridade final em matéria de religião, fé ou doutrina para toda igreja cristã evangélica que se preza. Vamos por temas:

quinta-feira, 2 de abril de 2009

ESPIRITISMO













O espiritismo é, sem dúvida, uma das heresias que mais cresce no mundo hoje. O ser humano sente a necessidade de sair em busca de Deus, no entanto essa busca nem sempre leva ao caminho da vida (Pv.14.12). Muitas vezes o que leva ao homem a procurar o espiritismo é a saudade que ele tem de seus parentes falecidos (esposas, esposos, filhos, primos, tia, avó, e etc.). Isto acontece porque o espiritismo alimenta o ensino da comunicação com os mortos.

Alheio a Palavra de Deus (a Bíblia Sagrada) e divorciado da comunidade cristã, o espiritismo tem se escondido por trás de uma couraça filosófica e com um linguajar de "cristão". Contudo, negam os fundamentos da fé cristã e no seu acervo de ensinos se comprova que é uma religião.

RESUMO HISTÓRICO

domingo, 1 de março de 2009

A Igreja Adventista do Sétimo Dia é uma seita?



 










Toda seita adiciona algo a Palavra de Deus (a Bíblia), subtrai algo da pessoa de Jesus, multiplica por obras a obra da salvação e divide a fidelidade entre Deus e a organização. Baseado nessas quatro operações, a Igreja Adventista do Sétimo Dia possui forte identificação:

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

CATOLICISMO POPULAR















Esse catolicismo é difundido pelo povo. Difere do Catolicismo tradicional, que é o catolicismo ensinado pelo clero. O Catolicismo popular é um desgaste do já desgastado Catolicismo tradicional, pois o povo leigo associa os dogmas Católicos às suas crenças e costumes, tornando pior ainda o afastamento da ortodoxia bíblica.

Podemos observar que o Catolicismo do povo é intocável, nem o papa tem autoridade sobre o movimento, a igreja tenta de maneira amistosa e muitas vezes conivente relevar as absurdas colocações do povo aos dogmas da própria igreja.

A palavra “dogma” é um princípio de fé indiscutível da igreja. Estabelecido, como veremos a seguir, pelos concílios papais séculos depois dos apóstolos e dos pais da igreja. Ou seja, são doutrinas fora da Bíblia sancionadas pelos Papas baseando-se no pressuposto de que há autoridade apostólica neles investida. O pior é que estas doutrinas extras canônicas transformam-se em verdadeiras heresias no entendimento e desenvolvimento popular. Vejamos abaixo alguns dos principais dogmas estabelecidos pelos Papas ao longo da história e que foram desenvolvidos e assimilados pelo povo:

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

OBJEÇÕES BÍBLICAS AO NEOPENTECOSTALISMO






















A palavra “neopentecostalismo” é usada para designar todo o movimento que surgiu na década de 60 e 70 que nascente do “pentecostalismo clássico”, mas com a ênfase na saúde perfeita, prosperidade, triunfalismo e práticas esotéricas, acabou tornando-se um novo movimento pentecostal. Daí o termo “neo” (novo). Assim, todo pastor, membro e igreja que divulgam esse modismo são denominados de “neopentecostais”. Isto é, novos pentecostais. O neopentecostalismo possui cognomes bem familiares quando pesquisamos sobre o assunto. E para você não se confundir com palavras diferentes do que estamos falando aqui, são cognomes: Movimento da Fé, Teologia da Prosperidade, Confissão Positiva. Qualquer citação desses nomes aqui ou em textos de outras literaturas ou páginas da web estamos falando de “neopentecostalismo”.

SEUS GENITORES